/blog

Como escolher a região do Cloud da AWS onde colocar a sua infraestrutura ?

Uma pergunta muito constante que recebemos aqui no Cloud8 é como escolher a região geográfica (conjunto de datacenters na definição do AWS) para colocar a sua infraestrutura de cloud.

Não existe uma fórmula, mas você deve levar em consideração no mínimo estes três fatores:

  • custos;
  • latência de rede -> performance de acesso;
  • recursos suportados

Custos

Naturalmente, o custo é o primeiro fator que se destaca. E a diferença entre as regiões é grande. Veja a tabela dos tipos de servidores e seus respectivos custos:

aws-custos-regiao-fev-2013

As regiões mais em conta são EUA/Costa Leste (que é a base comparativa) e EUA/Costa Oeste 2. A região no Brasil tem custos que variam de 35% a 77% em torno de 35% a mais que a base.

Nota: não foram incluídos os custos de todos os componentes, como discos, transferência de dados e outros serviços. Para os detalhes completos, acesse a página de custos do AWS.

Latência/Performance

Performance também é igualmente importante. Dependendo da performance exigida pelo seu sistema e a necessidade de ser melhor rankeado pelo Google (quanto mais rápido e menos latência, ganha-se pontos no ranking de buscas), o melhor a fazer é deixá-los o mais próximo dos seus usuários.

É difícil colocar em uma ordem as regiões por conta de não se saber como as operadores irão rotear o tráfego IP. Mas para um site/sistema que tem o seu principal público no Brasil, uma ordem com boa chance de funcionar em qualquer telco seria:

  • Brasil;
  • EUA/Costa Leste;
  • EUA/Costa Oeste 1 e 2;
  • Europa;
  • 3 regiões da Asia.

Recursos suportados

Este item é o menos importante e tende a ficar cada vez menos relevante dado que a Amazon está cada vez mais fazendo lançamentos simultâneos em todas as regiões. Mas é sempre importante checar se a arquitetura que irá montar possui todos os componentes nas regiões que escolher. Por exemplo, determinados perfis de máquinas só existem em EUA/Costa Leste e até recentemente serviços como o DynamoDB e o Storage Gateway não existiam no Brasil.

Dicas

Não existem dicas universais e que sirvam para todos os casos. Sempre é caso a caso e deve-se estudar a estrutura de custos versus a performance para se chegar a solução que melhor lhe atenda.

No caso do Cloud8, escolhemos hospedar o site no Brasil por conta da performance e da latência de rede que contam no rankeamento do Google.  Já a principal parte da aplicação de gerenciamento de infraestrutura está nos EUA por razão dos custos e por que não é importante a latência de rede, dado que o painel é uma interface rica, com performance alta e que transfere tão poucos dados que independe de onde estiver. Por fim, espalhamos servidores por outras regiões como nós dos processos internos do Cloud8.

Se tiverem alguma dica ou comentário, sintam-se à vontade para nos enviar uma mensagem.

Atualização 01-Fev-2013: Amazon reduziu os preços e diminui a discrepância do DataCenter no Brasil.

Conheça o nosso Cheat Sheet para o painel de controle cloud

O Cheat Sheet para o painel de controle cloud está no ar, com um resumo de todos os nossos serviços em uma única página! Saiba rapidamente os benefícios que o Cloud8 pode trazer para a sua nuvem na Amazon AWS.

cheat sheet para o painel de controle cloud

Acesse nossa calculadora e simule o seu cenário, ou crie sua conta para um teste de 15 dias sem compromisso clicando aqui.

Novidade: Estatísticas gráficas de uso do seu Cloud!

Ao se usar Cloud Computing, é fundamental medir. Saber o quanto custa e quanto de recurso está sendo consumido pelos componentes para se ter uma idéia se o dimensionamento foi feito corretamente e se não há gargalos acontecendo.

Desta forma, atendendo a diversos pedidos, integramos as estatísticas de uso dos servidores. Para usar, é simples. Basta clicar na aba ‘Estatísticas’ e todos os servidores de todos os provedores e datacenters cadastrados aparecerão de uma só vez.

Neste exemplo, selecionamos um dos servidores de aplicação do Cloud8:

Ele mostra as 3 principais estatísticas combinadas: minimo, média e maximo, no intervalo de tempo escolhido (default: 5 minutos). Pode-se passar o mouse sobre as linhas para ver os detalhes.

Segue um outro exemplo, com uma analise em um intervalo maior.

Neste caso, os picos correspondem ao processamento das estatísticas de custos 🙂 – ainda temos folga antes de fazer um upgrade de maquina ou expandir o cluster :). E antes que perguntem, o pico de 100% foi o deploy da nova aplicação que fizemos :). Ou seja, devemos ser capazes de entender o que está ocorrendo para otimizar custos e ter sempre um sistema responsivo.

Diferenciais:

  • Visão de 3 métricas: média, máximo e mínimo ao mesmo tempo;
  • Métricas dos servidores de todas as contas de provedores e todos os datacenters integrados;
  • Comparação entre servidores (de qualquer origem!);
  • Exibição das métricas de servidores já destruidos;
  • Gráficos podem ser exportados em formato PNG, JPG ou PDF (úteis para relatórios gerenciais ou justificar algum tipo de questão junto a um cliente)

A Amazon armazena estas estatísticas de uso por 14 dias (no caso das estatísticas de custos, o Cloud8 armazena indefinidamente, desde o primeiro dia que usar o sistema – estamos analisando como guardar as estatísticas dos servidores sem onerar o plano).

 

Acesse nossa calculadora e simule o seu cenário, ou crie sua conta para um teste de 15 dias sem compromisso clicando aqui.

 

Atualização 18/01: Fizemos uma nova versão avançada e atualizamos os screenshots e os diferenciais.

Cloud8 – painel de gestão multicloud está no ar

cloud8 painel de gestão multicloud lançado!

 

Após meses de preparação e muito trabalho duro para deixar tudo pronto para vocês, o Cloud8 – painel de gestão multicloud – está no ar.

Só temos a agradecer aos nossos beta testers pela paciência e colaboração com dicas e sugestões, além dos testes na plataforma.

Durante esse período, muitas coisas aconteceram. Destacamos as principais:

  • Foram mais de 60 clientes beta-testers validando o funcionamento e contribuindo com idéias;
  • Mais de 1.000 servidores foram criados, sincronizados, destruidos, etc ao longo deste período!
  • Somos oficialmente Technology Partner da Amazon Web Services;
  • Fomos escolhidos uma das mais promissoras novas companhias Java no JavaOne Brasil.

Vamos continuar inovando e melhorando os nossos serviços. Este é nosso compromisso com os nossos clientes e parceiros.

Obrigado e sejam bem-vindos.

Acesse nossa calculadora e simule o seu cenário, ou crie sua conta para um teste de 15 dias sem compromisso clicando aqui.